21out.

Breve resumo sobre a minipílula

contraceptivos hormonais, método anticoncepcional, método contraceptivo, métodos contraceptivos, métodos contraceptivos femininos, métodos contraceptivos hormonais, métodos hormonais, minipilulaA minipílula, também considerada como pílula sem estrogênio, é aquela que possui somente o hormônio progesterona em sua composição.

 

É ideal para mulheres que está no período de amamentação e que querem evitar uma nova gravidez.

 

Mas para obter a eficácia contraceptiva, tem que tomar rigorosamente, ou seja, sempre no mesmo horário e sem interrupção (a não ser sob pedido do ginecologista).

LEIA MAIS
17set.

Resumo sobre a minipílula

contraceptivos hormonais, método anticoncepcional, método contraceptivo, métodos contraceptivos, métodos contraceptivos femininos, métodos contraceptivos hormonais, métodos hormonais, minipilulaA minipílula possui este nome pois é composta apenas por um hormônio: a progesterona.

 

Por possuir uma quantidade pequena desse hormônio, requer o seu uso rigoroso pela mulher. Ou seja, tem que tomar no mesmo horário, todos os dias e respeitando a duração do tratamento.

 

Há restrição no uso para meninas menores de 16 anos. E é mais indicada durante a amamentação, iniciando o seu uso na sexta semana após o parto.

LEIA MAIS
08set.

Por que a minipílula é indicada no período de amamentação ?

	contraceptivos hormonais, método anticoncepcional, método contraceptivo, métodos contraceptivos, métodos contraceptivos femininos, métodos contraceptivos hormonais, métodos hormonais, minipilulaMinipílula é um contraceptivo que contém somente o hormônio progestagênio na sua composição.

 

Este método altera o muco cervical (evitando a penetração dos espermatozoides), altera a motilidade tubária e a inadequação provocada no endométrio.

 

Sua maior indicação é a anticoncepção durante a amamentação, pois esse método parece não interferir com a produção de leite materno.

LEIA MAIS
01maio

Você sabe tudo sobre a minipílula ?

contraceptivos hormonais, método anticoncepcional, método contraceptivo, métodos contraceptivos, métodos contraceptivos femininos, métodos contraceptivos hormonais, métodos hormonais, minipilulaA minipílula é um anticoncepcional hormonal que contém somente o hormônio progesterona.

 

A minipílula age provocando um espessamento do muco cervical. Dessa forma, impede a chegada dos espermatozoides à trompa, e impede a proliferação da parede interna do útero. Assim atrapalha a implantação de um possível óvulo fecundado. E consequentemente uma possível gestação.

 

Esse método contraceptivo hormonal só é eficaz se a mulher for muito rigorosa na tomada. Ou seja, se tomar todo dia na mesma hora. Atrasos de 3 horas, por exemplo, já é o suficiente para que a eficácia fique comprometida.

 

Como qualquer método contraceptivo existente no mercado, a minipílula deve ser indicada somente pelo ginecologista.

LEIA MAIS
13jul.

Saiba a respeito: minipílula

A minipílula é a pílula que tem só um tipo de hormônio que é a progesterona. Além do efeito contraceptivo, pode ser utilizada na amamentação. Previne a gestação durante esse período de amamentação.
É importante salientar que a pílula que contém uma determinada progesterona, chamada Desogestrel, pode ser usada ininterruptamente e previne a gestação mesmo fora da amamentação. E as outras três minipílulas comercializadas são recomendadas para o período de amamentação. Neste caso, a amamentação também ajuda na contracepção. Quando a mulher para de amamentar, é importante que ela troque essa minipílula pela outra.

LEIA MAIS
07jun.

Minipílula: você sabe o que é?

As pílulas que possuem na sua composição somente progestógenos isolados, são as chamadas “minipílulas” (ex. Micronor®). As minipílulas são tomadas diariamente, sem interrupção. Existem cartelas com 28 e 35 comprimidos. Também nesses casos é previsto sangramento no final do ciclo mensal da mulher (mais ou menos no 28º dia depois da última menstruação). É importante tomar o medicamento diariamente, também nesses dias. A minipílula age em grande parte ao espessamento do muco cervical, que diminui a penetração dos espermatozoides, e às alterações do endométrio, que comprometem a implatação do óvulo. As concentrações de progestógenos encontradas em minipílulas são insuficientes para bloquear a ovulação, que ocorrem em 60 a 80% dos ciclos.

LEIA MAIS
18fev.

Saiba: o que é minipílula

É a pílula sem estrógeno, apenas com derivados de progesterona. Costuma ser indicada no período de amamentação, já que o estrógeno interfere na lactação.

LEIA MAIS
11fev.

Afinal, em que momento é indicado a minipílula?

A chamada minipílula é a composta apenas por progesterona e usada quando a mulher está amamentando. Também pode ser usada para bloqueio de menstruação nos casos de endometriose e cólicas, por exemplo.

LEIA MAIS
17out.

Minipílula: breve explicação

A minipílula é uma pílula feita só com progesterona. Nesse caso, a cartela vem com 28 comprimidos, todos com a mesma concentração do hormônio, e é mais indicada para mulheres que têm nódulo ou cisto nas mamas e mioma no útero, já que pode ajudar a diminuí-los.

Pacientes que estão amamentando também podem usar essa pílula, mas somente depois de 21 dias do nascimento do bebê.

LEIA MAIS
21jul.

Minipílula: Como funciona?

A minipílula atua de duas formas:

Espessa o muco cervical, tornado difícil a passagem dos espermatozoides para a fertilização do óvulo.
Torna o revestimento uterino mais fino e menos receptivo à implantação do ovo fertilizado.

A maioria das minipílulas não impedem a ovulação, que consiste na principal forma de actuação das pílulas combinadas. Contudo, algumas novas versões da minipílula podem também prevenir a ovulação.

 

 

LEIA MAIS

ANÚNCIO

FACEBOOK

INSTAGRAM

TWITTER

CATEGORIAS

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Inscreva-se e receba atualizações e não perder as novidades!