13out

Anticoncepcional Microvlar: modo de uso e efeitos colaterais

Modo de uso

Iniciar uma cartela de Microvlar a partir do 1º dia de menstruação. Quando acabar a cartela deve-se fazer uma pausa de 7 dias, nesse período deverá haver um sangramento semelhante à menstruação.

Efeitos Colaterais

Náuseas, dor abdominal, vômitos, diarreia, aumento do peso corporal, retenção de liquido, dor de cabeça, enxaqueca, estados depressivos e alterações de humor, dor e sensibilidade nas mamas e em casos isolados dificuldade em usar lentes de contato.

LEIA MAIS
18abr

Pílula anticoncepcional Microvlar

Como já é do conhecimento da maioria das mulheres a pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais seguro e eficaz do mundo, existem inúmeras marcas de anticoncepcionais por todo o mundo, porém cada uma delas possui uma reação especificada, por exemplo, existem pílulas apropriadas á mulheres que não desejam uma gestação, assim também como existem pílulas apenas para jovens que ainda não tiveram relação e agem no organismo com o intuito de melhorar o ciclo menstrual e a TPM (tensão pré-menstrual). Aqui em nosso blog vamos explicar á vocês os que devemos tomar alguns cuidados com devidas pílulas como a pílula Microvlar e o porquê são importantes se prevenir contra golpes que os fabricantes possam aplicar em pessoas desinformadas.

 

A produção desse medicamento é feita pela multinacional farmacêutica Scherinh do Brasil, ele é um dos contraceptivos mais utilizados pelas mulheres devido á seu baixo custo (cerca de cinco reais no máximo) depois de sua iniciação no mercado foi considerada a pílula mais comercializada do mundo. Porem isso mudou por volta de 1998 onde foram denunciadas as pílulas por mulheres que comercializaram o medicamento e, no entanto apesar de estar usufruindo da pílula engravidaram. Foram comercializados lotes de comprimidos Microvlar feitos de ‘farinha’. Em conseqüências disso muitas mulheres acabaram engravidando mesmo tomando o medicamento e a empresa sofreu uma queda brusca na venda do medicamento.

 

Por tanto para que você não corra o risco de comercializar uma pílula feita de farinha e sem efeito algum sobre seu organismo, procure um médico especializado em ginecologia e apresente seu caso á ele (a) e com certeza te indicará o medicamento adequado e consumível perante a sociedade, atualmente a pílula já esta de volta nas bancas porem com menos procuras e, no entanto sem reclamações.

 

Depois de alisada a pílula correta a ser tomada, deve se fazer isso da seguinte forma: A pílula deve ser tomada logo no primeiro dia o ciclo menstruais continuando assim sucessivamente todos os dias até o fim da cartela, depois deverá parar durante 7 dias aonde virá a menstruação no oitavo deve ser iniciada a nova cartela, é muito importante que se tome diariamente e sem esquecimentos e no horário correto, para o bom funcionamento da pílula esses critérios são essenciais. Cada comprimido de Microvlar contém 0,15mg de levonorgestrel e 0,003mg de etiliestradiol, a pílula é indicada á mulheres que não desejam engravidar, ou seja, ela é indicada como método contraceptivo de gravidez indesejada.

 

Fonte: http://www.blogativo.net

LEIA MAIS
09set

Saiba mais: anticoncepcional Microvlar

*Cada drágea de Microvlar contém 0,15 mg de levonorgestrel e 0,03 mg de etinilestradiol.

*Microvlar é indicado na prevenção da gravidez indesejada.

*Microvlar também é benéfico na regulação da menstruação com sangramento menos intenso, o que consequentemente diminui a deficiência de ferro pelo organismo.

*Você deverá iniciar Microvlar no primeiro dia do ciclo menstrual e tomado por 21 dias consecutivos, sempre no mesmo horário. Faça uma pausa de 7 dias, durante a pausa ocorrerá a menstruação. Depois da pausa, comece uma nova cartela.

*O contraceptivo Microvlar é contra-indicado em casos de:
Presença ou história de processos trombóticos/tromboembólicos (arteriais ou venosos) como, por exemplo,trombose venosa profunda, embolia pulmonar, infarto do miocárdio; ou de acidente vascular cerebral; Presença ou história de sintomas e/ou sinais prodrômicos de trombose (por exemplo: episódio isquêmico transitório, angina pectoris); História de enxaqueca com sintomas neurológicos focais; Diabetes melitus com alterações vasculares, entre outros.

*Poderão ocorrer reações adversas como náuseas, dor abdominal, diarréia, aumento do peso corporal, cefaléia, enxaqueca, diminuição da libido, retenção de líquido, dor nas mamas, estados depressivos, alterações do humor, urticária, erupção cutânea, entre outros

*Só mesmo um ginecologista para prescrever este anticoncepcional

Fonte:http://www.assuntosgerais.com

LEIA MAIS

ANÚNCIO

FACEBOOK

INSTAGRAM

TWITTER

CATEGORIAS

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Inscreva-se e receba atualizações e não perder as novidades!