27/03
quinta-feira

Depoimento de quem usou anticoncepcional injetável e hoje toma a pílula Selene

Por Marcia

Antigamente tomava injeção e engordei muito. Ha 4 meses tomo o anticoncepcional Selene e já emagreci 07 quilos. Minha pele limpou e meu cabelo parou de cair.

 
07/03
sexta-feira

Relatos e dúvidas comuns a respeito das pílulas injetáveis

1 – “Desde que comecei a tomar anticoncepcional injetável, perdi quase 100% do meu desejo sexual”

É muito raro o anticoncepcional injetável causar diminuição do desejo. Existem causas muito mais comuns para isso, mas você terá que conversar pessoalmente com o ginecologista sobre o assunto.

2 – ” O anticoncepcional injetável faz efeito a partir da 1ª dose, do 1º mês, ou só estarei segura a partir do segundo mês?”

A injeção anticoncepcional faz efeito a partir do primeiro dia de aplicação. Mas vale lembrar que tem que respeitar o dia certo da aplicação.

3 – “Os anticoncepcionais injetáveis são uma bomba de hormônios”

Dizer que o anticoncepcional injetável, seja mensal ou trimestral, é uma “bomba hormonal” é um mito e sem nenhum respaldo científico.

 
06/03
quinta-feira

Mito ou verdade: Os anticoncepcionais injetáveis são uma “bomba de hormônios”

Dizer que o anticoncepcional injetável, seja mensal ou trimestral, é uma “bomba hormonal” é um mito e sem nenhum respaldo científico. Por ser um medicamento aplicado via intra-muscular, é absorvido lentamente pelo corpo em quantidades suficientes para durar de 1 mês (no caso dos injetáveis mensais) até 3 meses (para os trimestrais). Por mais que a dose total possa parecer maior que a das pílulas, na verdade não é: quando se toma a pílula, parte dela é inativada pelo nosso fígado. Dessa forma, são necessárias doses maiores de hormônio na pílula para que ela possa proteger a mulher da gravidez. Além disso, podem ser uma ótima opção para aquelas mulheres mais esquecidas. Só não vale esquecer de anotar no calendário a data da aplicação. Como todo método hormonal, os injetáveis também têm contra indicações e efeitos colaterais. Por isso, a avaliação médica é essencial para saber se esse método é ou não é adequado para suas necessidades

 
04/03
terça-feira

Antibiótico corta ou não a eficácia do anticoncepcional injetável?

Depois de inúmeras pesquisas sobre o efeito do antibiótico na pílula injetável, conclui-se que não há interferência. Como a medicação é injetável, não sofrerá interferência do antibiótico. Porém se a medicação for oral, o efeito será reduzido. Ou seja, alguns antibióticos só diminuem os anticoncepcionais ORAIS ao nível hepático.

Durante o tratamento com antibióticos, a flora intestinal é reduzida.

Os contraceptivos orais são absorvidos e levados à corrente sanguínea pela mucosa intestinal.

Para uma melhor proteção contra a gravidez, durante o tratamento com antibióticos, é aconselhável, fazer o uso de outro método contraceptivo (camisinha, por exemplo), pois a absorção da pílula será prejudicada.

 
31/01
sexta-feira

Uso do anticoncepcional injetável pela primeira vez

Qual é o dia certo para tomar a injeção de anticoncepcional a primeira vez?

O dia correto para tomar a primeira dose de qualquer anticoncepcional é o primeiro dia da menstruação. Com a descida da menstruação temos certeza que não está grávida, o que dá segurança para tomar a injeção de anticoncepcional, porém pode tomar em qualquer dia da menstruação ou pode tomar em qualquer dia, mesmo não estando mais menstruada, desde que tenha certeza de não estar grávida. O efeito será o mesmo, porém deve sempre usar camisinha ou não ter relação no primeiro mês (10 dias no mínimo) após começar a primeira injeção. Não use nenhum método sem orientação ginecológica.

Dúvida de uma internauta

 
30/01
quinta-feira

Uso do anticoncepcional injetável e sangramento contínuo

Anticoncepcionais injetáveis são causadores comuns de irregularidade menstrual e sangramento vaginal contínuo (pode durar semanas). Normalmente, nestes casos, precisa mudar de método contraceptivo. Anticoncepcional oral de alta dosagem pode parar o sangramento e um anticoncepcional oral é a melhor opção para substituição de método anticoncepcional. O fato de ter esse sangramento não indica gravidez e muito menos que pode engravidar (não significa que o anticoncepcional está fraco).

 
16/01
quinta-feira

Contra indicações dos contraceptivos injetáveis trimestrais


* Absolutas

Gravidez ou suspeita de câncer de mama atual.

*Relativas

Múltiplos Fatores De Risco Para Doença Cardiovascular Arterial (tais como idade > 35 anos, tabagismo, diabetes e hipertensão);

Níveis elevados de pressão arterial (medições feitas corretamente) sistólica > 160 ou diastólica > 100;

< 6 semanas pós-parto;

Acidente vascular cerebral (AVC);

Sangramento Vaginal Inexplicável;

Câncer de mama no passado ou sem evidência de doença por 5 anos;

Trombose Venosa Profunda (TVP) / Embolia Pulmonar (EP) TVP/EP atual;

Cirrose Descompensada;

Tumores do Fígado, adenoma (benigno) ou Maligno (hepatoma)

Doença cardíaca Isquêmica Atual Ou Pregressa;

Diabetes com nefropatia / retinopatia / neuropatia ou com outra doença vascular ou diabetes com duração > 20 anos;

Hipertensão com doença vascular;

Hepatite Viral Ativa.

Fonte: http://www.efdeportes.com

 
29/12
domingo

Depo-provera 150mg: Indicação, modo de usar e informações adicionais

* Indicações:

Depo-provera 150mg (acetato de medroxiprogesterona) é indicado como contraceptivo (supressão da ovulação). É um anticoncepcional injetável de ação prolongada, que deve ser administrado a intervalos de 3 meses.

* Modo de usar:
Depo Provera 150 mg deve ser administrado por via intramuscular, em intervalos de 12 a 13 semanas, sendo no máximo a cada 13 semanas (91 dias). Se passados mais de 91 dias da última aplicação você deve excluir gravidez através de um teste sorológico antes de realizar uma nova aplicação de Depo® Provera® 150 mg. Antes do término das 13 semanas procure seu médico para programar a data correta da nova aplicação. Este medicamento tem uma grande eficácia anticoncepcional, desde que usado rigorosamente segundo a orientação de seu médico.

* Informações adicionais:
O acetato de medroxiprogesterona é um derivado da progesterona, sendo ativo por administração parenteral ou oral. Mecanismo de ação: Quando o Depo-provera 150mg (acetato de medroxiprogesterona) é administrado à paciente, na posologia recomendada, a cada 3 meses, inibe a secreção das gonadotropinas, o que, por sua vez, evita a maturação do folículo e a ovulação, determinando a redução da espessura do endométrio. Como resultado, há uma atividade contraceptiva. Farmacologia: Após uma injeção intramuscular única de Depo-provera 150 mg (acetato de medroxiprogesterona), as concentrações séricas do acetato de medroxiprogesterona, medidas por radioimunoensaio extrativo, aumentam por cerca de 3 semanas até atingir níveis máximos de 1 a 7 ng/ml. Esses níveis caem então exponencialmente até se tornarem indetectáveis (< 100pg/ml) entre 120 a 200 dias após a injeção. A meia-vida aparente do acetato de medroxiprogesterona no soro sanguíneo após a administração IM de Depo-provera (acetato de medroxiprogesterona), detectada através de radioimunoensaio não-extrativo, é de, aproximadamente, 50 dias. Após a descontinuação da medicação, as mulheres c/ peso corpóreo mais baixo engravidam mais rapidamente que aquelas c/ peso maior. Não se conhece o efeito de doença hepática e/ou renal na farmacocinética do Depo-provera 150mg (acetato de medroxiprogesterona).

 
15/12
domingo

Injeção de hormônios: como funciona, vantagens, desvantagens, contra-indicação e eficácia

Tipo: anticoncepcional hormonal.

Como funciona: aplicada na região glútea, a injeção de estrogênio e progesterona inibe a ovulação.

Vantagens: mantém a menstruação regular. Ministrada uma vez por mês, é ideal para quem esquece de tomar a pílula.

Desvantagens: pode causar aumento da pressão arterial, tontura, náuseas e vômitos.

Contra-indicações: não recomendada a fumantes e mulheres acima de 40 anos, pois o estrogênio aumenta os riscos de problemas cardíacos. O método não deve ser usado no período de amamentação.

Eficácia: 99,5%.

 
25/09
quarta-feira

Explicação: anticoncepcional injetável mensal e trimestral

anticoncepcional, menstruação, pílula, eficácia, engordar, cabelo, intestino, alimentos, vestido de dama de honra, moda, cozinha, gravidez, menopausa, pílula do dia seguinte, anticoncepcional mensal, anticoncepcional trimestral, líbido, adesivo anticoncepcional, adesivo em anticoncepcional, sangramento, anticoncepcional que dao sono, anticoncepcional 21 dias, dosagem, cabelos oleosos, injetavel mensal, esquecimento na tomada, pele, anticoncepcional modo de usar, crescimento do cabelo, ausência de menstruação, parar de menstruar, anticoncepcional em adesivo, nuvaring, anticoncepcional Cerazette, Mirena, depoimento, anticoncepcional Yumi, anticoncepcional Elani Ciclo, DIU, SIU, DIU Mirena, injetável, camisinha feminina, trombose, implanon, anticoncepcional Miranova, implanon, anticoncepcional Femiane, camisinha, diafragma, implante subcutâneo, bebida alcoolica, anticoncepcional Ciclo 21, armazenamento,sangramento, escape, pílula de emergência, anticoncepcional Gynera, Perlutan, DIU, camisinha feminina, anticoncepcional Desogestrel, camisinha feminina, ginecologista, anticoncepcional Ferane 35, pausa, sangramento, anticoncepcional injetável Ciclovular, anticoncepcional Level, anticoncepcional Nordette, estrogênio, anticoncepcional Minian, Nuvaring, Perlutan, anticoncepcional injetável PregnolanO anticoncepcional injetável é tão seguro quanto a pílula. Muitas mulheres escolhem ele por não ter que tomar diariamente, pois muitas esquecem de tomar e a injeção você toma mensalmente ou de três em três meses.
A injeção é composta por dois hormônios parecido com os que o ovário produz que é o estrogênio e o progestogênio. Ela é uma injeção intramuscular.
Geralmente é aplicada nas nádegas.
A eficácia da injeção é imediata, diferente das pílulas que demora mais tempo para fazer efeito.
Existem dois tipos de anticoncepcional injetável, o trimestral e o mensal. O trimestral tem mais efeitos colaterais que o mensal. Ele deixa a menstruação desregulada e às vezes nem ocorre, além das dores de cabeça, dores nas mamas, tem bastante retenção de líquido, em alguns casos as mulheres tem uma diminuição ao estímulo sexual e quando a mulher para de usar, ela ficará fértil novamente só depois de 6 meses a 1 ano, enquanto a mensal demora só alguns meses.