28/07
segunda-feira

Aprenda: injeção contraceptiva hormonal mensal e trimestral

Existem dois tipos de injeção contraceptiva: a mensal e a trimestral.
A mensal é aplicada sempre no mesmo dia do mês; uma vez por mês.
Já a trimestral é aplicada a cada três meses. Geralmente a mulher não menstrua. É muito usada para mulheres que estão amamentando.
O injetável tem vários benefícios pois não cai no estômago, não causa gastrite e não há nenhum problema sistêmico. Só que vai depender da aceitação ou não da paciente. Tem poucas contra-indicações com relação as demais. É mais fácil a mulher lembrar a data de aplicação do que lembrar de tomar todo dia os contraceptivos via oral.

 
23/07
quarta-feira

Essencial: saiba mais sobre a injeção anticoncepcional trimestral

A injeção trimestral é mais barata e a sua eficácia é garantida. Mas causa alguns efeitos colaterais, como por exemplo, a diminuição da líbido. Sua vantagem é que regula a menstruação. Muitos ginecologistas preferem indicar para as suas pacientes a injeção mensal. Mas isso varia de mulher para mulher.

 
20/07
domingo

Rápida explicação: Injeção contraceptiva mensal e trimestral

A injeção mensal é o método mais indicado para quem viaja muito, tem uma rotina corrida ou simplesmente se esquece de tomar comprimidos. O método tende a acarretar a diminuição do ciclo. Há ainda as injeções com duração de 3 meses, mas elas estão associadas ao ganho de peso e irregularidades menstruais.

 
10/07
quinta-feira

Contraceptivos injetáveis: mensal e trimestral

A injeção anticoncepcional é ideal para quem costuma esquecer de tomar a pílula convencional. Tem a aplicação que é mensal e tem a trimestral.
A pílula injetável mensal é quando a paciente usa uma vez por mês. A aplicação é no músculo, de preferência no músculo da nádega (bumbum, uma vez por mês a aplicação. A vantagem é que a paciente não tem que lembrar de tomar o comprimido todo dia.
A pílula injetável evita a concepção já no primeiro ciclo de uso, diminui a frequência e intensidade das cólicas menstruais e previne a anemia.
A injetável mensal geralmente tem estrogênio e progesterona. Já a tomada a cada 3 meses normalmente deixa a mulher sem menstruar. Para mulheres que sofrem de TPM (tensão pré-menstrual), tem muita hemorragia ou cólica, tem mioma uterino, podem começar a usar (sob orientação ginecológica) a injetável trimestral.
Os efeitos colaterais da pílula injetável são: retenção de líquido e aumento de peso; varizes; sangramento irregular e ressecamento do muco vaginal provocando a diminuição da líbido.
A diferença da pílula injetável para a oral é que a injetável tem o estrogênio e progesterona naturais; já a oral tem estrogênio e progesterona sintéticos. A eficácia de ambos é a mesma; desde que administrados de forma correta e sob orientação médica.

 
26/06
quinta-feira

Efeitos colaterais de quem usa anticoncepcional injetável

* Efeitos colaterais mais comuns:
Irregularidades do fluxo menstrual; a amenorréia e o aumento de peso.

* Efeitos colaterais menos comuns:
Dores de cabeça, tontura, desconforto abdominal, acne e mal humor.

Observação: Os efeitos colaterais menos comuns são desconfortáveis para algumas mulheres, mas em geral não são perigosos. Alguns destes efeitos colaterais menos comuns são reações plausíveis aos hormônios, enquanto outros se manifestam na mesma proporção que para a população em geral e, portanto, não podem ser atribuídos exclusivamente aos injetáveis.

 
23/06
segunda-feira

Anticoncepcionais injetáveis hormonais

São anticoncepcionais injetáveis contendo uma associação de dois tipos de hormônios semelhantes aos que existem no corpo da mulher: estrogênio e progesterona. Como a dosagem de hormônios é alta, o efeito é mais prolongado no organismo. Existem 2 tipos: o mensal com a combinação de dois hormônios (estrogênio e progesterona) e o trimestral com apenas um tipo de hormônio (progesterona).

Ele age impedindo a liberação de óvulos pelos ovários (ovulação) e tornando o muco cervical espesso, impedindo a passagem dos espermatozóides. É aplicado em forma de injeção por via intramuscular. O injetável mensal deve ser aplicado uma vez por mês, entre o 7º e o 10º dia do ciclo, de preferência no 8º dia. O injetável trimestral deve ser aplicado a cada três meses e a primeira dose deve ser aplicada entre o 5º e o 7º dia do ciclo.

OBS: O anticoncepcional injetável não protege contra Doenças Sexualmente Transmissíveis /HIV /AIDS.Use sempre camisinha.

 
05/06
quinta-feira

Afinal, pílula oral e injetável influenciam no ganho de peso ?

O que mais influencia no ganho de peso é a má alimentação e a não prática de atividade física.
Alguns anticoncepcionais poderiam aumentar o apetite, principalmente o consumo de carboidrato. Mas se controlar a alimentação e fazer atividade física, não vai ter esse ganho de peso significativo. Existem pílulas que são diuréticas. Neste caso a mulher pode até perder peso.
Com relação aos anticoncepcionais injetáveis, o que causa mais polêmica é o injetável trimestral (usado a cada 3 meses). Alguns estudos tem mostrado um pouco de ganho de peso por aumentar o apetite. Mas isso depende muito de cada organismo.
É muito importante a mulher continuar fazendo atividade física e ter cuidado na dieta. Então não coloque a culpa na pílula.

 
04/06
quarta-feira

Afinal, a mulher pode tomar o anticoncepcional injetável mensal durante toda sua vida reprodutiva?

Sim.
Não há idade mínima ou máxima. Os anticoncepcionais injetáveis mensais podem ser um método apropriado para a maioria das mulheres, de todas as idades até a menopausa. Todavia, as fumantes (mais de 20 cigarros por dia) com 35 anos ou mais não devem usar anticoncepcionais injetáveis mensais enquanto não pararem de fumar.

 
03/06
terça-feira

Diferenças entre as pílulas orais e os anticoncepcionais injetáveis

Saiba agora as principais diferenças entre os anticoncepcionais comprimido e as injetáveis:

Uma das principais diferenças entre ambos é a presença de um estrogênio natural na composição dos anticoncepcionais injetáveis, em oposição ao estrogênio sintético existente nos anticoncepcionais orais. Enquanto nas pílulas orais você tem que ser rigorosa na tomada diária para manter a eficácia, as pílulas injetáveis são aplicadas uma vez ao mês (com tolerância de até um dia de atraso na data de uma nova aplicação) ou trimestralmente. Nas pílulas orais alguns medicamentos tiram a a sua eficácia, enquanto nos injetáveis a única situação que falha é não aplicar na data correta.
Mas cabe somente ao ginecologista receitar o melhor método contraceptivo.

 
31/05
sábado

Anticoncepcional injetável X intervalo

Quem toma injetável tem que dar algum intervalo?

Não.
Se toma injeção mensal deve sempre tomar no dia certo sem intervalo (ou a critério do seu médico) e se toma a injeção trimestral deve tomar a cada 90 dias.

Dúvida de uma internauta